24 de fev de 2017

Eclipse do Sol - 26 de fevereiro de 2017 - ASSISTA AO VIVO - ECLIPSE LIVE













-------

Onde observar pelo Brasil:

Legenda:
- Cidade/UF: entidades envolvidas (local do evento)

- Amparo/SP: Polo Astronômico de Amparo
- Aragoiânia/GO: Gunstar Team (Vale do Éden)
- Batatais/SP: Projeto Astronomia Para Todos (Praça atrás do Santuário do Bom Jesus da Cana Verde)
- Bauru/SP: Observatório Lionel José Andriatto (UNESP)
- Belo Horizonte/MG: CAU (transmissão – Mensageiro Sideral)
- Bilac/SP: OCA (transmissão – Astronomia ao Vivo)
- Botucatu/SP: Observatório Sagitário (transmissão – Astronomia ao Vivo)
- Brusque/SC: OAB+CAB (Observatório Astronômico de Brusque)
- Campinas/SP: Aglomerado Aberto (Observatório Edmond Halley - Solar das Andorinhas)
- Campinas/SP: Observatório Municipal de Campinas Jean Nicolini
- Campo Grande/MS: CACS (Casa de Ciência e Cultura)
- Campos Sales/CE: CAPO (Praça Central)
- Capanema/PR: GAAC (Praça dos Pioneiros - Centro)
- Catas Altas/MG: Grupo de Astronomia da UFMG (Praça Monsenhor Mendes)
- Chapecó/SC: Apontador de Estrelas + Espaço Astronomia UDESC (calçadão de Chapecó, ao lado da Havan)
- Cuiabá/MT: IF-UFMT (Campus UFMT - Estacionamento atrás da biblioteca Central)
- Cunha/SP: Astroclube Cunha (Observatório ArgoNave)
- Diadema/SP: SAAD (transmissão – https://youtu.be/xZ49BaTVQVY)
- Ferreiros/PE: Observatório Monte Saturno (transmissão – Ciência e Astronomia)
- Florianópolis/SC: GOA IFSC-SJ (bolsão do trapiche da Beiramar Norte)
- Florianópolis/SC: GEA (Avenida Beira Mar Norte junto ao Bar Cochichos)
- Fortaleza/CE: Clube de Astronomia do CAIC (Rua Dr Fernando Augusto, 3073 – Bom Jardim)
- Foz do Iguaçu/PR: SpySky+Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho
- Goiânia/GO: CAA (Parque Flamboyant)
- Goiânia/GO: Gunstar Team + Planetário da UFG (Planetário da UFG)
- Iguaraçu/PR: GEAI (Praça da Igreja Matriz)
- Itajubá/MG: LNA+UNIFEI (Campus da UNIFEI)
- Itanhaém/SP: OAAE/CEU/GUE (Boca da Barra)
- Itapetininga/SP: Clube Centauri (Colégio CEI - Rua Dr. Coutinho,152)
- Itaúna/MG: Projeto Astronomia de Quintal (comunidade de Angicos)
- Jataí/GO: Projeto Redescobrindo a Astronomia (Praça Lambari)
- João Pessoa/PB: APA+LAECB+NEPA/IFPB (Estação Cabo Branco)
- João Pessoa/PB: BRAMON (transmissão – Ciência e Astronomia)
- Juazeiro/BA: Astromaníacos (Orla Nova – próximo ao vaporzinho)
- Londrina/PR: Observatório Draco Australis (transmissão – Astronomia ao Vivo)
- Londrina/PR: Gedal + MCTL-UEL (Praça Nishinomiya-Aeroporto)
- Londrina/PR: Planetário de Londrina
- Luminárias/MG: OSL (Rua Haifa 208 - Bairro Espigão)
- Maceió/AL: CEAAL (Usina Ciência)
- Maceió/AL: PAM+OAGLL+CLAM (Praça Mario Jambo)
- Marechal Cândido Rondon: Luciano Palagano (Parque Ecológico Rodolfo Rieger – Lago Municipal)
- Marialva/PR: CAEH+Grupo Centauro (Praça do Colégio Anjos Custódios)
- Marília/SP: GRAMA ( Praça Mário Cosentino - ao lado do Espaço Cultural)
- Maturéia/PB: APA+BRAMON+Ciência e Astronomia (Transmissão Ciência e Astronomia)
- Monte Mor/SP: Observatório Solaris (Solaris)
- Nova Friburgo/RJ: CANF (Planetário de Nova Friburgo)
- Nova Friburgo/RJ: GACEC (Colégio Estadual Canadá)
- Petrópolis/RJ: NAAP+CARJ (Parque Municipal de Itaipava)
- Ponta Grossa/PR: SPCA (Parque Ambiental)
- Ponta Grossa/PR: Observatório Astronômico da UEPG (UEPG Campus Uvaranas)
- Ponta Porã/MS: GEPAP (Parque dos Ervais Aires Marques)
- Porto Alegre/RS: Colégio Militar de POA (transmissão – Ciência e Astronomia)
- Rio Claro/SP: GEARC + Projeto Escola dos Astros (Estacionamento Shopping Rio Claro)
- Rio de Janeiro/RJ: NGC-51+ECV (Espaço Ciência Viva)
- Rio de Janeiroi/RJ: ON+MAST (Praia de Ipanema - Posto 9)
- São Francisco do Sul/SC: Urso del Sur (Aldeia Morro Alto - EVENTO RESTRITO)
- São Gonçalo/RJ - CASG-LV (Centro Cultural Vila Lage)
- São João da Barra/RJ: CALC (Espaço da Ciência)
- São Carlos/SP: Observatório Dietrich Schiel - CDCC/USP
- Santo Antônio de Pádua/RJ: Astronomia UFF Pádua (UFF)
- São Paulo/SP: Escola Municipal de Astrofísica
- São Paulo/SP: Guilherme Sampaio (Parque do Ibirapuera)
- São Paulo/SP: Cienctec (transmissão – Ciência e Astronomia)
- Serra/ES: Fábio Moura (Parque Residencial Laranjeiras)
- Taperoá/PB: APA+Mistérios do Universo (Praça Pedro Delmiro)
- Videira/SC: ODF (Observatório Municipal Domingos Forlin)

Observação do eclipse solar parcial em Batatais/SP


Planetário de Londrina - Programação de Sábado


Programação de Carnaval - Polo Astronômico de Amparo/SP


Observação do eclipse solar parcial em Ponta Grossa/PR


Planetário disponibiliza telescópios para observação de eclipse solar

Local: Planetário UFG, Av. Contorno, 900 (ao lado do Parque Mutirama) – Setor Central
Tipo: Regional
Período do Evento : 26 Fevereiro 2017 às 10:00

(UFG) No próximo dia 26 de fevereiro, domingo de Carnaval, ocorrerá um eclipse solar anular. No Brasil este será um eclipse solar parcial. A porção máxima do Sol que será coberta nas regiões Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul variará entre 0% e cerca de 70%. Em Goiás será entre 20% e 39%, sendo em Goiânia cerca de 34%. Em Goiânia o eclipse terá início às 10h18, o meio do eclipse será às 11h31. O final será às 12h46. A duração do eclipse será de 2 horas e 27 minutos.

O Planetário da UFG atenderá gratuitamente ao público que desejar assistir ao eclipse de forma segura, por meio do uso de telescópios com filtros adequados à observação solar, entre as 10h e as 12h30. No período da tarde do domingo de Carnaval, haverá duas sessões na sala de projeção do Planetário da UFG às 15h30 (infantil) e 17h (adultos). Os preços são R$6,00 a inteira e R$3,00 a meia entrada.

A sombra da Lua será projetada em uma trajetória que passará pelo sul da Argentina, Chile e parte da África. Só teremos um eclipse solar anular no Norte do Brasil em 2023 e um Eclipse solar total em 2045, também no norte do país.



Quais são os cuidados que precisamos ter para observar o eclipse solar parcial?
É muito importante que NUNCA se olhe diretamente para o Sol sem proteção para os olhos, seja durante um eclipse ou não, pois isso poderá causar sérios danos à visão devido à exposição aos raios ultravioleta, tais como catarata e até cegueira.

Um dos filtros mais seguros e não tão dispendiosos são os vidros de máscara para solda n.14 (esverdeados) vendidos em lojas de materiais de segurança do trabalho. Não use óculos escuros, papel laminado, filmes antigos de fotografia, nem chapas de raios X, pois estes materiais não filtram as radiações nocivas aos nossos olhos.

Formas seguras de observação do eclipse solar parcial é comprar óculos especiais para a observação de eclipses solares, que se encontram em endereços da internet. Também se podem utilizar as projeções de imagens do Sol no chão ou em paredes entre as sombras das folhas de árvores e arbustos. Pode-se ainda fazer um furo bem pequeno em um pedaço de cartolina e projetar a luz do Sol no chão. Instrumentos ópticos tais como binóculos e lunetas devem ser utilizados para projetar a luz do Sol no chão ou em uma folha de papel. Jamais olhe para o Sol usando esses instrumentos ópticos.

Observação do eclipse parcial do Sol em Marechal Cândido Rondon/PR


Observação do eclipse solar parcial em Londrina/PR


Observação do eclipse solar parcial em Petrópolis/RJ


23 de fev de 2017

Eclipse Solar será visto parcialmente no Brasil no próximo domingo

(Target) No próximo domingo, dia 26 de fevereiro, ocorrerá um eclipse anular do Sol. O eclipse será visto como parcial na parte sul da América do Sul, no oceano Atlântico, parte extremo oeste da África e Antártida. Assim, grande parte do Brasil, incluindo toda a região sul, sudeste, grande parte do nordeste e centro-oeste, poderá ver o eclipse como parcial, entre 11h e 12h30, horário de Brasília. O fenômeno será visto como anular numa estreita faixa que passa pelo sul do Chile e da Argentina, oceano Pacífico, oceano Atlântico e sul da África.

A observação somente pode ser feita com instrumentos especiais usados por astrônomos ou com técnica de projeção. Nunca se deve olhar diretamente para sol nem mesmo com o uso de filme de raio-x, óculos escuros ou outro material caseiro. A exposição, mesmo de poucos segundos, danifica o olho de modo irreversível.

Ainda este ano, em 21 de agosto, haverá eclipse total do Sol. Esse fenômeno, porém, será visto no Brasil como parcial, somente na região nordeste, próximo do horário do por do Sol.

Em 14 de dezembro de 2020, haverá um eclipse parcial do Sol que terá também visibilidade em grande área do Brasil.

No site da Agência Espacial Americana (https://eclipse.gsfc.nasa.gov/SEanimate/SEanimate2001/SE2017Feb26A.GIF), está disponível uma animação da visibilidade do eclipse. O horário exposto é de Greenwich. Para saber a hora em Brasília, deve-se subtrair 3 horas.

Confira abaixo a entrevista com a pesquisadora Josina Nascimento, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional.

O que é um eclipse?
Um eclipse ocorre sempre que um corpo entra na sombra de outro.

O que é o eclipse do Sol?
É um eclipse que ocorre quando a Lua está alinhada com o Sol e a Terra, e está entre a Terra e o Sol, ou seja, um eclipse do Sol somente vai ocorrer quando for Lua Nova. O disco aparente do Sol e da Lua são quase do mesmo tamanho, por uma linda coincidência. Se o eclipse do Sol ocorre de forma que o disco inteiro seja visto atrás da Lua, é eclipse total e caso contrário é parcial.
O eclipse anular vai ocorrer quando o disco inteiro do Sol é visto atrás da Lua e o disco da Lua está menor. Isso acontece quando o eclipse ocorre com a Lua próxima do seu apogeu, ou seja, próxima do ponto da órbita da Lua em que fica mais distante da Terra. Tal como no eclipse total, somente uma estreita faixa da Terra verá o eclipse como anular e em outras localidades será visto como parcial.

Como fazer uma observação segura?
Nunca se deve olhar diretamente para o Sol, em hipótese alguma. Também não se deve usar filme de raio-x ou óculos escuros ou qualquer outro material caseiro. Qualquer exposição acima de 15 segundos danifica o olho para sempre. Somente com filtros solares especiais para o uso de astronomia podemos olhar para o sol, ou com técnica de projeção.

Neste link é possível pesquisador como fazer uma observação segura: http://www.geocities.ws/naelton/eclipse.htm
Também é possível acompanhar o eclipse ao vivo pela internet neste endereço: http://www.geocities.ws/naelton/eclipse.htm